Comércio de roupas e importações

PASSO #1 – CONHECER AS REGRAS DE IMPORTAÇÃO

Ao importar qualquer produto, você deve estar ciente que há chances de serem cobrados impostos. Mas existem algumas exceções no que diz respeito a essa regra, portanto, você deve conhecer as leis e aprender a fazer o calculo das taxas de importação. É recomendado que antes de iniciar a importação, estude muito o academia do importador para conhecer todos os prós e contras de se trabalhar com importação.
As taxas alfandegárias são um “mal necessário”. Se não existisse essa proteção, não haveria competição dos produtos nacionais com os importados, visto que a mão de obra de alguns países possui remuneração indecente.

Visite o site formula de importar e aprenda como comprar um iphone barato e assim poderá também os fornecedores de roupas importadas originais Assim, muitas empresas instam-se no Brasil e geram emprego para a população. Porém, alguns produtos chegam às lojas com valores altíssimos e tornam-se inviáveis para a maioria da população.
Dessa forma, a única opção que sobra é Importar produtos de outros países.
Taxas de Importação
Para importações com valor de até US$ 500, o primeiro imposto que você deve pagar é a alíquota de 60% sobre o valor do produto e do frete, ou seja, o valor do frete deve ser incluído no cálculo da taxa.
Uma segunda cobrança é o ICMS (imposto sobre circulação de mercadorias e prestação de serviços) onde alguns estados cobram para que a mercadoria possa circular em território estadual.
Simples Passos para Importar de Tudo

 

Veja o vídeo enviado por Filipe Barcellos de algumas pessoas que importam roupas

O vídeo acima mostra pessoas que compraram o academia do importador , e aprenderam técnicas únicas de importação. E om isso ganharam muito dinheiro revendendo os produtos.

Porém, existem exceções nas regras descritas anteriormente:
1. Remessas no valor total de até US$ 50.00 (cinquenta dólares americanos) estão isentas dos impostos, desde que sejam transportadas pelo serviço postal, e que o remetente e o destinatário sejam pessoas físicas;
2. Medicamentos, desde que transportados pelo serviço postal, e destinados à pessoa física, sendo que no momento da liberação do medicamento, o Ministério da Saúde exige a apresentação da receita médica.
3. Livros, jornais e periódicos impressos em papel não pagam impostos (art. 150, VI, “d”, da Constituição Federal);

 

7
PASSO #2 – CONHECER OS MÉTODOS DE PAGAMENTO
Uma das dúvidas que recebo com mais frequência é referente ao pagamento. Até um

tempo atrás, só era possível efetuar o pagamento de encomendas da China, EUA e Europa através de Cartões de Crédito Internacionais. Atualmente, porém, o boleto bancário popularizou-se no comércio chinês e tornou-se o principal modo de pagamento utilizado pelos consumidores brasileiros.
Como só é possível gerar um cartão de crédito através da comprovação de renda, muitos brasileiros não conseguiam possuir um cartão desse tipo, ou seja, importar era algo inviável para grande parte da população do Brasil.
Porém, surgiram os cartões de crédito internacionais pré-pagos, que poderiam ser obtidos sem nenhum tipo de comprovação de renda, visto que é necessário adicionar saldo ao cartão para poder utilizá-lo e agora, uma quantidade maior de pessoas poderia usufruir das compras em outros países.

A grande vantagem de importar produtos, e que você poderá revender os produtos no mercado livre, mas para ter excelentes resultados é necessário que se aprenda vender no mercado livre de maneira correta

This entry was posted in Importação. Bookmark the permalink.